Comercialização de Madeira - Desafio e Oportunidades

December 17, 2018

A retomada do mercado interno e o bom momento das exportações proporcionaram ao setor florestal o que há de mais moderno em tecnologias.
De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em 2017 a produção florestal brasileira atingiu R$ 19,1 bilhões, representando aumento de 3,4% em relação a 2016. Do total, R$ 14,8 bilhões (77,3%) vieram de florestas plantadas para fins comerciais (silvicultura) e 4,3 bilhões (1,9%) da exploração de recursos naturais (extrativismo).
A atividade florestal e a cadeia produtiva a ela associada se caracterizam pela grande diversidade de produtos, compreendendo um conjunto de atividades e segmentos que incluem desde a produção até a transformação da madeira in natura em celulose, papel, painéis de madeira, pisos laminados, madeira serrada, carvão vegetal e móveis, além dos produtos não-madeireiros.
Ainda segundo o IBGE o valor dos produtos madeireiros com origem em áreas plantadas cresceu 5% de 2016 para 2017, o dos mesmos produtos extraídos da natureza caiu 2,7% no mesmo período, resultado do maior controle na exploração de madeiras de espécies nativas. O Pará é líder na produção extrativista, principalmente com a retirada de madeira.
Em 2019, o desafio será vencer as barreiras para ter mais áreas de florestas nativas conservadas através do manejo. 
O setor florestal vai entrar em uma nova etapa, onde a visão da madeira nativa como produto sustentável será consolidada com a implementação da cadeia de custódia, que comprovará a legalidade dos produtos. Com isso, a comercialização de madeira nativa, tanto no mercado interno quanto no externo, deverá aumentar no próximo ano.

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Posts Em Destaque

Acordo de Exportação com A União Europeia (UE)

December 5, 2018

1/1
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo
Please reload

Procurar por tags
Please reload

Siga