Ministro do Meio Ambiente questiona contribuição humana no aquecimento global


O Aquecimento global, uso de agrotóxicos, licenciamento ambiental, administração de parques nacionais e o afastamento de 21 superintendentes do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e de Recursos Naturais (Ibama). Esses foram alguns dos temas abordados pelos senadores na audiência pública com o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, realizada nesta última quarta-feira (27), pela Comissão de Meio Ambiente (CMA).

Questionado, Salles defendeu as políticas que têm sido implementadas e apresentou as medidas que considera prioritárias para a sua pasta, especialmente para o combate à poluição.

Em resposta aos senadores Randolfe Rodrigues (Rede-AP), Jean Paul Prates (PT-RN) e Márcio Bittar (MDB-AC), o ministro se mostrou cético quanto à ação do homem como principal causa do aquecimento global. Ele disse não discordar de que haja um aquecimento no planeta, o que pode ser verificado pelo regime de chuvas e pelo nível dos oceanos, mas questionou a "parcela de contribuição humana" nas mudanças climáticas. Ele disse, porém, que o Brasil permanecerá no Acordo de Paris sobre o Clima, promovido pela Organização das Nações Unidas (ONU).

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

Unifloresta​© 2018

  • White Facebook Icon
  • White Instagram Icon
  • White Twitter Icon
  • White YouTube Icon

 (91) 3347-7707

unifloresta.com.br